sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Sister Act 2 - Oh Happy day




Queridos amigos!


Neste ano que vai começar, desejo a todos uma bela e completa MUDANÇA de HÁBITOS!
Vamos transformar nossos sonhos e projetos em realidade.

FELIZ 2012!

Beijo grande da Regina Sormani

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Técnicas de Ilustração nº19 - Post Scriptum

Caros amigos,
A arte que estou postando desta vez, é o cartaz para o filme de Romain Lesage, Post Sciptum. Foi elaborada com acrílico e nanquim e trabalhei com pincel e aerógrafo. O filme teve como argumento sete histórias com mulheres diferentes e seus envolvimentos amorosos. Usei como tema para o cartaz, o momento em que uma das mulheres sai de cena, deixando um bilhete amassado.

Um abraço,
Gilberto Marchi

domingo, 18 de dezembro de 2011

Mensagem

Eu, a janela e a chuva

Finalmente o dia amanheceu nublado, preguiçosamente cinza. Coloquei as cachorras para fora, antes que a grama molhada as impedisse da voltinha matinal. Alimentei os gatos e fui à sacada ver do alto o que estava acontecendo na praça do outro lado da rua. Os marrecos gritavam uns com os outros desesperadamente: “Corram, corram, a chuva vai chegar logo, precisamos encontrar um abrigo seco e seguro”. E, em segundos, desapareceram pelos túneis verdes de arbustos empoeirados, que estalavam ansiosos.

Abaixo, no meu jardim, contemplei mais uma vez – como tenho feito há dias – o pássaro bicudo e alaranjado que está florescendo: a linda estrelícia que, vagarosamente, desperta em seu ninho de folhas verde-azuladas. Quando as primeiras gotas caíram de uma nuvem faceira, que não conseguiu esperar pelas amigas, eu vi a estrelícia abrir o bico e saborear o puro líquido do regador celestial. Acho que Ele nos presenteou com flores para sempre lembrarmos que temos alma, que existe muito mais importância nas Suas coisas do que nas que criamos.

Entro no meu quarto, e por que não, como se adolescente fosse, volto a deitar-me, mas antes abro a janela e convido a paisagem a invadir meu dia como se fosse um quadro moldurado em madeira. Vejo a palmeira comprida por onde escorre a água da chuva, agora muito mais forte, e escuto a música torrencial que acusticamente me isola do mundo, transformando as paredes da casa em braços de mãe que me protegem.

Eu amo a chuva. Quando chove, os vizinhos param de gritar, os cachorros não latem, telefones não tocam e os jardineiros desligam os cortadores de grama. Pausa. Aproveito o momento de solidão para esquecer-me dos afazeres e das preocupações. Nada mais existe além de mim, da janela e da chuva. A água, que purifica e acalma, tem esse poder de tirar todas as minhas dores. O sopro do vento conduz as folhas que marcham pela rua como numa manhã de sete de setembro. Com suas mãos, o vento lava os pés do mundo, em total humildade. O sol hoje está descansando no colo de outros povos, que o veneram depois de muitas águas.

Aqui, o ar úmido entra em nosso corpo, levando uma sensação de bem-estar aos pulmões tão cansados dessa seca recente. Água. Bendita água!

Aos poucos, a chuva cessa, e a paisagem refrescada continua a sorrir. Escuto, agora, não mais a água escorrendo pelos muros invisíveis do meu mundo, mas carros que passam vez ou outra, um vizinho caminhando com o netinho que gargalha ao pular as poças no meio-fio e os pássaros a cantar. Um canto de celebração. Eles também são gratos por esse dia molhado, um oásis no meio da semana seca.

Simone Pedersen

sábado, 10 de dezembro de 2011

Minha filha Raquel Marchi convida a todos






modelo: Fabíola Cariatti

No final de semana que vem, dia 17 e 18, participaremos da 4ª edição do projeto itinerante Container. Quem segue nosso blog há um tempinho, já sabe sobre este evento, que acontece quatro vezes ao ano e visa a apresentação e venda dos trabalhos de artistas de diversas áreas.

Nesta edição especial de Natal, além de mostrarmos produtos inéditos, faremos kits de venda. Na compra de uma camiseta minha + uma saia ou shorts da Fabíola, a terceira peça adquirida terá um super desconto! É para aproveitar, viu gente?? Se você ainda não conhece nosso trabalho, é uma ótima oportunidade! Em anexo, alguns dos produtos que estarão à venda.

O evento começa às 14h e termina às 20h. Endereço: Rua Madalena 428, na Vila Madalena.
Tel: 77632590 e 99893869

Espero todos lá!

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Convite para o Festival READY TO ROCK



Meus amigos!

Dia 11 de dezembro, domingo, a partir das 18 hs, quem gosta de rock vai poder apreciar a apresentação do guitarrista Tiago Rocha e seus alunos.
Meu filho, Daniel Marchi vai tocar a música SEPARATE WAYS da banda JOURNEY.
Apareçam por lá.
Um abraço,
Regina Sormani

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Viva a poesia! Os Reis Magos

Os Reis Magos

Do imortal Olavo Bilac

Diz a Sagrada Escritura
Que, quando Jesus nasceu,
No céu, fulgurante e pura,
Uma estrela apareceu.
Estrela nova ... Brilhava
Mais do que as outras; porém
Caminhava, caminhava
Para os lados de Belém.
Avistando-a, os três Reis Magos
Disseram: “Nasceu Jesus!”
Olharam-na com afagos,
Seguiram a sua luz.
E foram andando, andando,
Dia e noite a caminhar;
Viam a estrela brilhando,
sempre o caminho a indicar.
Ora, dos três caminhantes,
Dois eram brancos: o sol
Não lhes tisnara os semblantes
Tão claros como o arrebol
Era o terceiro somente
Escuro de fazer dó ...
Os outros iam na frente;
Ele ia afastado e só.
Nascera assim negro, e tinha
A cor da noite na tez :
Por isso tão triste vinha ...
Era o mais feio dos três !
Andaram. E, um belo dia,
Da jornada o fim chegou;
E, sobre uma estrebaria,
A estrela errante parou.
E os Magos viram que, ao fundo
Do presépio, vendo-os vir,
O Salvador deste mundo
Estava, lindo, a sorrir
Ajoelharam-se, rezaram
Humildes, postos no chão;
E ao Deus-Menino beijaram
A alava e pequenina mão.
E Jesus os contemplava
A todos com o mesmo amor,
Porque, olhando-os, não olhava
A diferença da cor ...

Poesias Infantis - Livraria Francisco Alves RJ 1929

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Demonios da Garoa- Arnesto- no Bem Brasil anos 90

02 de Dezembro- Dia do Samba


O Samba do Arnesto foi composto pelo genial Adoniran Barbosa.

Um abraço e boa curtição!
Regina Sormani


quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Feliz Natal!!!!



Queridos amigos!

Desejo a todos um belo Natal com SAÚDE, PAZ E HARMONIA e muitos projetos concretizados em 2012.

Um afetuoso abraço da Regina Sormani

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Fatos e Fotos da apresentação na Pinacoteca

Olá, meu povo!
Conforme comentei anteriormente, nos dias 18, 19 e 20 de novembro, na Pinacoteca do Estado de São Paulo rolou um belo e importante evento: apresentações de trechos de óperas de Puccini, Verdi, Donizetti e Rossini. O grupo Ópera Estúdio da EMESP, composto por tenores, barítonos, sopranos e mezzo-sopranos, realizou, com brilho e sucesso uma sensacional performance. No octógono, com um maravilhoso teto espelhado, os meninos foram acompanhados pelo talentoso pianista Anderson Brenner. O texto foi escrito pelo Fabio Torres. Aproveito para agradecer a presença dos amigos que lá estiveram e prestigiaram nossos queridos cantores.
Seguem algumas fotos do evento.
Beijo da Regina


Daniel Marchi e Daniel Umbelino em Elisir D'Amore


Daniel Marchi e Alexandra Liambos em Rigoletto


Daniel e Alexandra em Rigoletto


Ricardo Regis e Daniel em Falstaff



Daniel e o pianista Anderson Brenner


Daniel em Elisir


Fabia, Naja e Arthur


Daniel e Alexandra em Rigoletto


Daniel em Falstaff


Regina, Heloísa, Silvanira, Maria Hilda e Cecilia

Dueto-Dulcamara e Nemorino

Meus caros amigos!

Este vídeo refere-se à apresentação do barítono Daniel Marchi (Dulcamara) e do tenor Daniel Umbelino (Nemorino) no trecho da ópera Elisir D'Amore. A performance aconteceu nos dias 18, 19 e 20 de novembro de 2011 na Pinacoteca do Estado de São Paulo.


Um beijo,
Regina Sormani



Brindisi

Performance do grupo Ópera Estúdio EMESP durante apresentação do trecho da ópera La Traviata - BRINDISI - na Pinacoteca do Estado de São Paulo, sob direção musical de Mauro Wrona, direção cênica de Yacov Hillel nos dias: 18, 19 e 20 de novembro de 2011.

Apreciem e divirtam-se!
Um abraço,
Regina Sormani



terça-feira, 22 de novembro de 2011

Viva a poesia!- Em miniatura-

Em Miniatura
Fabia Terni


Há um nanocristal que brilha
só um nanosegundo;
coisa de um novo mundo.

Um pedacinho de um átomo
mede-se por nanômetros,
um milionésimo de um milímetro.

São os novos anões
da ciência,
da Branca de Neve também,
trabalham, trabalham, trabalham
sem deixar nenhum sinal;
invisível a olho nu,
assim é um nanocristal.

Com a nanotecnologia
vão surgir mini robôs
que destroem mini micróbios,
portadores de grandes doenças.

Grande alegria pras crianças
tristezas em miniatura,
saúde em dose gigante,
rápido, num instante.

Quanto dura um nanosegundo?
muito menos que um instante.
Não é alucinante?


Fabia Terni é escritora associada da regional paulista da AEILIJ

Publicada em Mosaico Coletânea Poética,
São Paulo, Editora Parma, 2008 pg. 62

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Ópera na Pinacoteca do Estado



Amigos, eis aqui uma boa oportunidade para assistir a um belo espetáculo realizado pela EMESP. Meu filho, o barítono Daniel Marchi faz parte do elenco.

Um abraço,
Regina Sormani


Cantores:

Alexandra Liambos, soprano – Gilda (Rigoletto), Musetta – ária (La Bohème)
Andressa Chinzarian, soprano – Violetta (La Traviata), Alice (Falstaff)
Daniel Marchi, barítono – Rigoletto (Rigoletto), Falstaff (Falstaff), Dulcamara (L’Elisir d’Amore)
Daniel Umbelino, tenor – Nemorino (L’Elisir d’Amore)
Fabio Siniscarchio, tenor – Rodolfo (La Bohème), Alfredo (La Traviata)
Johnny França, barítono –Belcore (L’Elisir d’Amore), Marcelo (La Bohème)
Josy Santos, mezzo-soprano – Conte Orsini (Lucrezia Borgia), Maddalena (Rigoletto), Tisbe (La Cenerentola)
Joyce de Souza, mezzo-soprano – Cenerentola (La Cenerentola), Meg (Falstaff)
Larissa Lima, soprano – Mimi (La Bohème), Giannetta (L’Elisir d’Amore)
Pedro Vaccari, tenor – Alfredo (La Traviata), Fenton (Falstaff)
Ricardo Regis Schreurs, tenor – Duque de Mantua (Rigoletto), Alfredo (La Traviata)
Roseane Soares, soprano – Musetta (La Bohème), Nannetta (Falstaff), Adina (L’Elisir d’Amore)
Thais Schloenbach, soprano – Clorinda (La Cenerentola)

Dias: 18 (sexta-feira, às 16h), 19 (sábado, às 18h) e 20/11 (domingo, às 16h)
Ingressos: 18 e 20/11 - R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia)
19/11 – Entrada Franca
Local: Pinacoteca do Estado - Praça da Luz, 2, São Paulo, SP
Informações: (11) 3324-1000
Duração da montagem: 70 min
Fonte: Assessoria de imprensa - Pinacoteca do Estado
Data: 07/11/2011

--
Regina Sormani

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Rolou na Telinha ( Fina Estampa)

Meus amigos!

É de chamar a atenção e fazer a gente ficar "de queixo caído" a performance de Crodoaldo Valério, o Crô.(Marcelo Serrado) Ele é: acompanhante, faz-tudo, damo de companhia, confidente, massagista, saco de pancadas e, sobretudo, escravo de Teresa Cristina. (Christiane Torloni)
Vocês acham que Crô age daquela forma, super submisso, mais rasteiro do que um tapete, movido exclusivamente pelo belo salário, ou por possuir um caráter estranho, doentio, por sentir prazer em ser dominado pela patroa-megera? Temor e admiração, ódio e amor vão se alternando dentro desse relacionamento que dia a dia se torna mais estreito. A "rainha do Nilo, filha dos deuses" como é chamada por Crô, raramente tem um sorriso para o fiel lacaio que vive beijando seus pés.
E Crô, por sua vez, não perde nenhuma oportunidade de espionar, ouvir atrás das portas e de falar mal da patroa. Entretanto, quando longe das garras da malvada criatura, o Crô se descabela de preocupação com o bem estar da dita cuja. Crô conhece alguns segredos cabeludos de Teresa Cristina. Irá , algum dia revelá-los? Incrível, admirável e convincente a atuação do ator Marcelo Serrado.
Sob direção de Wolf Maya, o novelão de Aguinaldo Silva é assim: no desenrolar da trama, os fatos vão acontecendo de maneira vertiginosa, não só para garantir uma grande audiência, mas também para que o telespectador possa, sentado em frente à telinha, meditar a respeito das múltiplas facetas da personalidade humana.
Um forte abraço a todos,
Regina Sormani

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Viva a Poesia - O trem e o rio



Esta poesia faz parte do meu livro REBENTA PIPOCA, publicado pela Pioneira e ilustrado pelo Marchi com ecoline.
Um beijo,
Regina Sormani


O trem e o rio


Por cima daquela ponte
Vai um trenzinho dizendo:
Vou correndo, vou correndo, vou correndo!

Debaixo daquela ponte
Passa um riozinho cantando:
Vou levando, vou levando, vou levando!

Afinal, pra que a pressa,
Que coisa, que força é essa,
Por que toda essa corrida?
O trem e o rio respondem:
É a vida...É a vida, é a vida!

terça-feira, 1 de novembro de 2011

31 de outubro - Dia D - homenagem ao poeta -

Meus queridos!

Dia 31 de outubro não é apenas a data de comemoração do Dia das Bruxas. Esta data, será também chamada de Dia D, dia de Drummond. Uma justa e oportuna homenagem ao poeta, mineiro de Itabira, Carlos Drummond de Andrade. Drummond foi homenageado em sete cidades brasileiras: Rio, S. Paulo, Porto Alegre, Paraty, Itabira, Brasília, Belo Horizonte e também em Lisboa. Em 31 de outubro, o poeta completaria 109 anos de idade.
Abaixo, uma frase de Drummond:


"A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca e que, esquivando-nos do sofrimento, perdemos também a felicidade".
Carlos Drummond de Andrade

Um abraço carinhoso a todos,
Regina Sormani

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

31 de outubro - Dia das Bruxas -




Queridos leitores!

Feliz Dia das Bruxas!!

Postei duas ilustrações internas do meu livro UMA HISTÓRIA DO OUTRO MUNDO, publicado pela Cortez Editora. As artes foram elaboradas pelo Marchi na técnica de ecoline.
A história é divertida, a respeito do FANFAU, fantástico festival assombrado universal, realizado nas geleiras do Alaska. Lá, o casal de fantasmas Romeu e Julieta vão cantar e competir com outros fantasmas, bruxas e conjuntos musicais mal assombrados.
Muitas surpreseas aguardam o leitor no decorrer da história.
É ler para crer!!
Um grande abraço a todos,
Regina Sormani

sábado, 29 de outubro de 2011

Técnicas de Ilustração nº18 - Outdoor Holiday on Ice


Caros amigos,
Sempre gostei de variar técnicas e estilos. Não consigo ficar trabalhando sempre da mesma maneira por muito tempo. Necessito estudar técnicas diferentes e procuro trabalhar com todos materiais que tiver ao meu alcance. A arte que agora estou postando foi feita em técnica mista, utilizando marcador Design, aerógrafo e lápis de cor. O marcador deu uma aparência de aquarela, pois tinha uma grande gama de tonalidades leves e transparentes.O aerógrafo foi empregado no fundo, apenas para dar uma sensação de distância na neve atrás do bloco, onde estão os bonecos. As letras foram desenhadas na própria arte com aerógrafo e nanquim preta. Para a cor vermelha das letras usei mais um outro material: tinta líquida Windsor&Newton Ink,à base de goma laca, com aerógrafo. Os flocos de neve foram feitos com guache branco.
Para o espetáculo Holiday on Ice, realizei outdoors por 18 anos, até o espetáculo ser vendido para a Endemol(grupo de televisão europeu).

Um abraço,
Gilberto Marchi

sábado, 22 de outubro de 2011

Livro infantil - O ovo azul da Galinha Rosa -



Ilustração em técnica de nanquim e ecoline para o livro "O ovo Azul da Galinha Rosa" feita pelo Marchi. Publicação da Paulus Editora.
Um abraço a todos,
Regina Sormani

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Trovadores.com

Amigos!

Em maio de 2011, lancei uma revista virtual com matérias diversificadas e diversas seções,o ALMANAQUE PRIMAVERA EM SAMPA. Uma das seções, batizada de "Trovadores.com" tem recebido muitos elogios. A cada mês, surgem novos trovadores que fazem suas trovas de acordo com a palavra por mim sugerida. A trova se diferencia do verso comum nos seguintes aspectos, explicando de forma simples: nela,os versos precisam ser setessílabos, contados pelo som e rimar da seguinte forma: o primeiro com o terceiro e o segundo com o quarto. Vejam abaixo:

Quem espera desespera
Diz o refrão popular.
Mas mesmo desesperado
Sou feliz em te esperar.

A palavra de outubro foi: FLORADA ou FLORADAS.

Conheçam as trovas feitas pelos participantes do grupo "Trovadores.com" no:
http://almanaqueprimaveraemsampa.blogspot.com

Divirtam-se! E um grande abraço a todos.
Regina Sormani

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Teatro de bonecos em SP e feira de livros em Bauru

Gente querida!

A vida do escritor, envolve, além da atividade da escrita, que é prioritária, visitas às escolas para conversar com os pequenos leitores a respeito dos livros adotados e, no meu caso, isso inclui as apresentações do Teatro de Bonecos. Tenho, conforme já contei anteriormente, várias peças infantis que adaptei dos meus livros.

Um abraço,
Regina Sormani

Cenas do Teatro da Baleia Azul e Mico Leão Dourado







Feira de livros no ESPAÇO DE EVENTOS em Bauru



sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Às mestras e crianças, com carinho

Meus queridos!

Em outubro comemoramos algumas datas importantes: semana da criança, dia de Nossa Senhora Aparecida padroeira do Brasil e dia do Professor, tudo junto e misturado, como dizem por aí.
Na vida escolar de cada um de nós, certamente marcou presença a figura de um professor, aquele que de forma única e especial, contribuiu para nossa formação integral. Eu me recordo com carinho de algumas professoras que passaram pela minha vida de estudante. A professora do Jardim da Infância, dona Diomira, paciente e delicada, me abriu caminho para o teatro amador. Lembro-me das pequenas apresentações, com música e dança no espaço de eventos do Grupo Escolar Coronel Leite de Agudos. Os pais, compareciam às festas, orgulhosos, para apreciar a performance dos filhos. Era uma delícia!! No primário, quero citar dona Georgina, da 1ª série e dona Lourdes, da 4ª, firmes e carinhosas, educadoras de qualidade indiscutível. No ginásio, frequentei o colégio das freiras do Sagrado Coração, a figura frágil da Irmã Cláudia, freira alemã jamais saiu da minha memória. Bondosa, delicada, professora de francês e latim, conquistava as alunas pela doçura, coisa rara naquela época. Ela também me incentivou a gostar de teatro. Sob sua orientação, fui estrela de várias peças infantis, com destaque para "OS PASTÉIS", comédia que contava a história de certos pastéis que estariam envenenados e que terminava com todo o elenco devorando uma baciada dos tais pastéis. Ninguém passou mal, era tudo mentirinha, claro!
Na época do Colegial e da Faculdade, impossível esquecer da dra Maria da Glória De Rosa, magnífica professora de História da Educação, cidadã agudense, orgulho de todos nós. Ela me ensinou a dar valor à pesquisa histórica e a amar os grandes filósofos e pensadores cujos ensinamentos são praticados até os dias de hoje. Queridas mestras,obrigada de todo coração. Agradeço em nome da criança que fui e que, de certa forma, nunca deixei de ser.
Um forte e afetuoso abraço,
Regina Sormani

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Livro Infantil - Ding, a Gotinha



Queridos leitores!

Ilustração interna utilizando a técnica da aquarela, feita pelo Marchi para o livro de poesia: Ding, a Gotinha, coleção Natureza, publicado pelas Paulinas.

Um grande beijo a todos!!

Regina Sormani

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Coração de Sampa - Vila Mariana

Alô, minha gente!

Vai rolar, dia 30 de outubro uma festa em comemoração ao aniversário da vila Mariana. A simpática vila, localizada no coração de São Paulo, receberá muitas homenagens. Dia 30, domingo, das 10 às 17 hs haverá um encontro no Largo Senador Raul Cardoso, em frente à Cinemateca Brasileira. Esse evento tem a finalidade de reunir instituições do bairro, tais como o Colégio Arquidiocesano, o Centro Musical Santa Cruz, entidades comunitárias e assistenciais, e também o Coral da Ordem dos Advogados do Brasil. Essas festividades foram organizadas pela Subprefeitura de Vila Mariana e Associação dos Moradores e Amigos da Vila Mariana, com direito a um big bolo. Que delícia, heim!!! Entidades que quiserem participar com atrações, oficinas culturais ou estandes, podem entrar em contato pelo tel: 5573 3719.Parabéns Vila Mariana!!!

CAMPANHA POR MAIS LEITURA

O vizinho bairro do Cambuci está se mobilizando na linda campanha "Leia São Paulo 2011" organizada pelo Colégio Marista Glória. A intenção é a de fazer circular livros usados que se encontram parados ou engavetados na casa das pessoas. Em 2010, essa ação arrecadou 25.000 livros que foram doados para 10 ONGS. O intuito é entregar os livros a um número ainda maior de pessoas que não têm acesso à leitura por falta de incentivo ou pelo alto custo dos livros. Haverá caixas de arrecadação de livros nas paróquias, shoppings e condomínios, identificadas com o símbolo da campanha. Os pontos de arrecadação serão os shoppings, paróquias e condomínios. A campanha vai até 31 de outubro. Mais informações pelo tel: 3207 5866. Vamos aderir?

Um caloroso abraço a todos,
Regina Sormani

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Pra quem ama os animais

Meus amigos!

Recebi este comunicado da minha querida amiga Rosani e estou repassando a vocês.

Participem!!!

Um beijo,

Regina Sormani

CIRCUITO ANIMAL MATILHA CULTURAL apresenta:
09/10/11 – EM COMEMORAÇÃO AO DIA MUNDIAL DOS ANIMAIS
- Caminhada “PráCachorro” 10-12:00 h. Cãominhada pelos pontos históricos e turísticos do Centro de São Paulo. Concentração as 10 h. na frente da Matilha Cultural . Traga seu cão em segurança com guia e coleira.
- Cocktail “PráCachorro” 12-13:00 h. Recepção para os cães: comida e água à vontade em espaço reservado só pra eles.
- Loja Centro de Adoção 10-20:00 h. Campanha especial de consultas, vacinação e identificação animal a preço popular. Placas com Gravação, RGA e Microchipagem.
- Restaurante Massa Amiga Vegana 12-20:00 h. Pratos com massas e molhos saborosos a serem servidos em sistema de restaurante ao som agradável da musicoterapia.
- Adoção de Cães e Gatos 12-20:00 h. Tradicional feira de adoção da ONG Natureza em Forma. Cães soltos para adoção interagem com o publico. Todos castrados, vacinados e identificados.
- Cine Matilha 12-20:00 h. Sessões infantil e adulto com o tema animal.
- Bingo Beneficente Pra Cachorro 14-17:00 h. Oferecendo brindes sociais e atrativos, com musica ambiente, apresentações e diversão nos do inervá-los. Participe, divirta-se e ajude os animais.
- Oficina: Seu Reflexo, Seu Cão 17:30-18:30 h. Comunique –se melhor com seu cão.
Stands das ONG`s : Nina Rosa, PEA, Quintal de São Francisco, Tribuna Animal,
Musica ao Vivo, Recreação Infantil, Doces e Salgados Vegetarianos/ Veganos.
Todo trabalho é voluntário.
# ENTRADA COLABORATIVA: R$ 3,00 com direito a um adesivo ou bóton.
# CONVITES BINGO (VENDA ANTECIPADA) R$ 20,00 (entrada colaborativa inclusa+3 cartelas premio máster)
Toda renda será revertida para obras em apoio à causa animal.
Acesso a deficientes físicos, elevador, wi-fi, cartão débito/crédito.
Onde?
Rua Rego Freitas, 542 – Centro - Em frente à Pça Roosevel / Igreja da Consolação –SP/SP.
Saiba +: Tel.: 11-2917-0257 / 11-7766-1560 / 11-3256-2636 www.naturezaemforma.org.br/centrodeadocao.
Não poderá ir? Ajude-nos. Divulgue. Doe qualquer quantia:
BRADESCO-AG.:3349 C/C: 5800-9 ASSOCIAÇÃO NATUREZA EM FORMA.
Siga o evento no facebook: http://www.facebook.com/event.php?eid=206032539463359.
Realização: Matilha Cultural e Natureza em Forma

domingo, 2 de outubro de 2011

Para todos

Queridos leitores!
O poema abaixo foi enviado pelo meu caro amigo o escritor e poeta Welington Almeida Pinto
Ele deseja a todos:

"Um bom Domingo de primavera quente em Belo Horizonte, ao som do Uirapuru da Amazônia em flor".


DA MAIS ALTA JANELA
DA MINHA CASA


Com um lenço branco digo adeus
Aos meus versos que partem para a humanidade.

E não estou alegre nem triste.
Esse é o destino dos versos.
Escrevi-os e devo mostrá-los a todos
Porque não posso fazer o contrário
Como a flor não pode esconder a cor,
Nem o rio esconder que corre,
Nem a árvore esconder que dá fruto.

Ei-los que vão já longe como que na diligência
E eu sem querer sinto pena
Como uma dor no corpo.

Quem sabe quem os lerá?
Quem sabe a que mãos irão?

Flor, colheu-me o meu destino para os olhos.
Árvore, arrancaram-me os frutos para as bocas.
Rio, o destino da minha água era não ficar em mim.
Submeto-me e sinto-me quase alegre,
Quase alegre como quem se cansa de estar triste.

Ide, ide de mim!
Passa a árvore e fica dispersa pela Natureza.
Murcha a flor e o seu pó dura sempre.
Corre o rio e entra no mar e a sua água é sempre a que foi sua.

Passo e fico, como o Universo.


Do imortal Fernando Pessoa

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Livro infantil - Baleia Azul -


Minha gente!

Baleia Azul faz parte da coleção "Preservar a Vida" publicada pelas Paulinas, toda ela ilustrada com belas colagens do artista paulistano Gilberto Marchi. O livro contém dicas aos professores e alunos de como aproveitar bem os diversos tipos de papéis.

Um beijo e boa leitura,
Regina Sormani

sábado, 24 de setembro de 2011

Livro infantil- A Borboleta Bela e a Rosa Amarela




Queridos leitores!

A Borboleta Bela e a Rosa Amarela é um livro publicada pelas Paulinas e ilustrado pelo Marchi.
As duas artes acima fazem parte do miolo do livro e foram pintadas com aquarela de tubo da marca Talens. Essas tintas são excelentes, pois, permanecem com a mesma luminosidade de cor, após vários anos.
Tenho certeza que vocês irão curtir.

Um beijo.

Regina Sormani

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Coração de Sampa- Abacateiros e seus frutos -

Meus queridos,

Vocês já repararam na quantidade de abacateiros que florescem pela cidade de São Paulo?
Sei até de algumas histórias engraçadas acontecidas debaixo dessas grandes e belas árvores.
Durante meus passeios com o Lion, o labrador da família, muitas pessoas me param na rua, Algumas para fazer um agrado no cão, perguntar quantos anos ele tem, qual o nome do veterinário, coisas desse tipo. Outras, apenas para um papo gostoso que inclui falar sobre as árvores do bairro, orgulho dos moradores do Paraíso. Eu mesma presenciei, outro dia, enquanto conversava com uma amiga, o susto que uma senhora levou ao passar debaixo de um enorme abacateiro. Ela vinha, distraída, pela calçada falando ao celular e de repente...plóft. A fruta, de bom tamanho, caiu aos seus pés, esborrachando-se em contato com o chão. A princípio, aquela senhora esbravejou um pouco, aborrecida com o fato, mas, depois, aproximou-se de nós, e fez a seguinte observação:
- Foi por um triz que não levei uma abacatada na cabeça, mas, é uma coisa linda de ver como a natureza nos dá de graça o que custa caro no mercado.
Sim, acho que ela estava coberta de razão. E vocês?

Um grande abraço,

Regina Sormani

Carta aberta de um colega

Alô pessoal!
Segue abaixo, carta do caro colega poeta e escritor Welington Almeida Pinto
Um abraço,
Regina Sormani

Senhor Galeno Amorim
D. D. Presidente da
Fundação Biblioteca Nacional - FBN
Av. Rio Branco 219 - Rio de Janeiro - CEP 20040-008


Interessado em saber sobre a regulamentação da Lei do Livro, solicito a V. S. mais informações sobre o andamento do processo normativo.

Após a sanção da Lei 10.753, fiz algumas sugestões para serem apreciadas pela comissão encarregada pela regulamentação, disponíveis na Internet no site www.leidolivro.blogspot.com – link: http://leidolivrobr.blogspot.com/2011/01/lei-do-livro-institui-politica-nacional.html
Sugestões que poderiam, de acordo com suas palavras, acelerar o processo de inserção da Biblioteca Nacional no cenário brasileiro e também no cenário internacional. E, em outra ponta, gostaria de fortalecer o Plano Nacional do Livro e Leitura, de forma a ampliar o acesso ao livro e aumentar o índice de leitura no Brasil, que hoje é de 4,7 obras lidas por habitante por ano.

Aguardando manifestações de sua parte,

Atenciosamente,





Welington Almeida Pinto
www.welingtonpinto.blogspot.com

domingo, 18 de setembro de 2011

Livro infantil Panda Gigante






Meus amigos!

O livro Panda Gigante faz parte da coleção Preservar a Vida, publicada pela Paulinas e ilustrada pelo Marchi. Para fazer seu trabalho, o ilustrador utilizou a técnica de colagem.
O livro contém, ainda, indicações para professores e alunos sobre materiais que podem ser utilizados na execução de colagens.

Um abraço,
Regina Sormani

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Viva a poesia!

Olá, minha gente querida!


Sempre gostei de poesia.
Na infância, eu era, com frequência, chamada para declamar versos
na frente da classe e nos dias de festa, lá estava eu, no palco do salão de eventos da escola, sem me incomodar com o fato de estar em evidência. Eu gostava de declamar poesias e pronto. Na adolescência, estudei em colégio de freiras e a professora de Português, irmã Marta, era muito rigorosa. Ai das alunas que lessem poesias românticas, de autoria de poetas populares. Mas, não adiantava a bronca. Nós líamos sim e J. G de Araújo Jorge era um dos nossos favoritos.
Leiam abaixo e apreciem uma de suas belas poesias.


Esperança

Não! A gente não morre quando quer,
Inda quando as tristezas nos consomem.
Há sempre luz no olhar de uma mulher
E sangue oculto na intenção de um homem.

Mesmo que o tempo seja apenas dor
E da desilusão se fique prisioneiro.
Vai-se um amor? Depois vem outro amor
Talvez maior do que o primeiro.

Sonho que se afogou na baixa-mar,
De novo há de erguer, cheio de fé,
Que mesmo sem ninguém o suspeitar,
Volta a encher a maré.

Não penses que jamais hás de achar fundo
Nem que entre as tuas mãos não terás outra mão.
Pode a vida matar o sonho e o sol e o mundo,
Mas não nos mata o coração.

(Poesia de Maria Helena,– extraído do livro
Concerto a 4 mãos - de JG de Araujo Jorge - 1959)

Há uma outra poesia, esta, lida e relida com as bençãos da Irmã Marta, de autoria de Guilherme de Almeida, que é, sem dúvida de uma beleza ímpar. Com certeza todos irão apreciar.

Felicidade
(Guilherme de Almeida)

Ela veio bater à minha porta
E falou-me, a sorrir, subindo a escada:
- “Bom dia, árvore velha e desfolhada!”
E eu respondi: - “Bom dia, folha morta!”

Entrou: e nunca mais me disse nada...
Até que um dia (quando, pouco importa!)
Houve canções na ramaria torta
E houve bandos de noivos pela estrada...

Então chamou-me e disse: - “Vou-me embora!
Sou a felicidade... Vive agora
Da lembrança do muito que te fiz!”

E foi assim que, em plena primavera,
Só quando ela partiu contou quem era...
E nunca mais eu me senti feliz!


Um grande beijo,
Regina Sormani

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Rolou na Telinha ( Fina Estampa)

Está na boca do povo aquilo que rolou na telinha da Globo na quarta, feriado de 7 de setembro.
Fina Estampa, folhetim do autor Aguinaldo Silva, exibido às 21hs, tem mantido audiência acima de 40 pontos e na quarta ficou acima dos 60. Palmas para Lília Cabral que interpreta a humilde Griselda Pereira, e que descobre que o filho Antenor (Caio Castro) é um grande mentiroso tendo contratado uma atriz para se passar por sua mãe. O rapaz pretendia impressionar os futuros sogros, Renê (Dalton Vigh) e Teresa Cristina (Cristiane Torloni) e convencê-los que é de "boa família" ou seja, de fina estampa. Durante o jantar no qual a falsa mãe, Gisela (Ângela Vieira) é apresentada à família de Patrícia (Adriana Birolli) a verdadeira mãe que é uma faz-tudo e estava no jardim da residência tentando restabelecer a luz, surge de repente na sala de jantar e dá um show de indignação, deita e rola.
Sim, o telespectador gosta de novelão. E, na quarta, o autor caprichou! Para manter o clima, do que será que vai acontecer agora? Antenor, dirigindo um carro que obviamente não é dele, entra em desespero, sofre um acidente e vai parar no hospital. Muita água vai rolar,vocês podem ter certeza. Não é preciso ser paranormal como O Astro da novela das 11 para antecipar que a sorte de Griselda vai mudar. Estou apostando que ela vai ficar rica... Aguinaldo Silva é um mestre das tramas e das situações complicadas. A rainha má Teresa Cristina, na magistral performance de Cristiane Torloni aquela que abomina os pobres e humildes e maltrata os serviçais, esconde um segredo e assim como todos os vilões, será desmascarada para alegria dos amantes da telinha. É só aguardar.
Abração,
Regina Sormani

Técnicas de Ilustração nº17 - Hércules-




Olá caros amigos!

Esta ilustração foi executada a traço sobre vegetal e posteriormente, escaneada e colorizada digitalmente no Photoshop. Integrou uma exposição no SESC POMPÉIA cujo tema era: GRÉCIA ANTIGA. A exposição se chamou: "Que herói sou eu?" Elaborei 32 artes entre heróis e cenas de quotidiano da Grécia antiga. Esta arte fez parte de um cubo com o qual as crianças brincavam tentando formar as imagens completas dos 12 TRABALHOS DE HÉRCULES. O tema desta arte é "O JAVALI DE ERIMANTO"

Grande abraço,
Gilberto Marchi

domingo, 4 de setembro de 2011

DOMINGO PEDE PALAVRA




AMARGURA DEMAIS ENJOA


Bom escolher o grau de amargura para a sua vida e para o seu momento. Isso não se aplica nos casos de tragédias e perdas de pessoas queridas. A morte sempre traz consigo uma dor inevitável. A única certeza da vida é a que mais sofrimento traz.

Porém, nos outros casos a amargura pode ser dimensionada, pode ser planejada,

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Coração de Sampa - Aí vem a Primavera!


Gente querida!

Enfim, vai chegar a Primavera. Sampa vai, dia a dia, ganhando cores e aromas de flores que se abrem pelos jardins dos condomínios, nos canteiros das praças e parques. É a festa da Primavera que se aproxima. Vocês sabem reconhecer o perfume de cada flor? Concordo que é difícil, no meio da fumaceira dos escapamentos dos carros, da poluição e da sujeira das ruas e calçadas. Mas, muitas vezes, tenho sido surpreendida por deliciosos aromas que a brisa, ou o vento do final da tarde costumam revelar. E se vocês ficarem atentos, apreciarão também. É certo e verdadeiro que a vida passa. Melhor, então, curtir e aproveitar as oportunidades que ela nos oferece pelas mãos da natureza.
O delicado perfume que exala da flor do manacá, cuja florada se abre em árvores de porte médio e que ostenta as cores branca e lilás. A pata-de-vaca, branca ou rosa que Sampa tem em abundância, cujo aroma é forte e doce, o jasmim branco e a graciosa dama-da-noite com seu perfume envolvente, fazem a alegria dos pássaros, abelhas e borboletas. E estes, por sua vez, trazem consigo os sons da primavera.
Um forte abraço,

Regina Sormani

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Mensagem ( palavras de Clarice Lispector)

Caros amigos!

Repasso a vocês, palavras da admirável escritora Clarice Lispector a respeito do livro.
Um beijo,
Regina Sormani

“O Livro Desconhecido"

Estou à procura de um livro para
ler. É um livro todo especial. Eu o
imagino como a um rosto sem
traços. Não lhe sei o nome nem o
autor. Quem sabe, às vezes penso
que estou à procura de um livro
que eu mesma escreveria. Não sei.
Mas faço tantas fantasias a
respeito desse livro desconhecido
e já tão profundamente amado.
Uma das fantasias é assim: eu o
estaria lendo e, de súbito, uma
frase lida com lágrimas nos olhos,
diria em êxtase de dor e de enfim
libertação: mas é que eu não sabia
que se pode tudo, meu Deus!”

Clarice Lispector
(Tchechelnik-Ucrânia 1920-1977

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Viva a poesia! As duas flores - Castro Alves -


Amados leitores,

Hoje, dia 26 de agosto é o aniversário do meu amigo, o escritor Marciano Vasques.
Para homenageá-lo, estou postando um poema do imortal Castro Alves.
Parabéns, Marciano e um abraço a todos.
Regina Sormani


AS DUAS FLORES, faz parte do livro ESPUMAS FLUTUANTES, de CASTRO ALVES, publicado pela Klick editora para o jornal O Estado de São Paulo.


São duas flores unidas,
São duas rosas nascidas
Talvez no mesmo arrebol,
Vivendo no mesmo galho,
Da mesma gota de orvalho,
Do mesmo raio de sol.

Unidas, bem como as penas
Das duas asas pequenas
De um passarinho do ceu...
Como um casal de rolinhas,
Como a tribo de andorinhas
Da tarde no frouxo veu.

Unidas, bem como os prantos,
Que em parelha descem tantos
Das profundezas do olhar...
Como o suspiro e o desgosto,
Como as covinhas do rosto,
Como as estrelas do mar.

Unidas...ai, quem pudera
Numa eterna primavera
Viver, qual vive esta flor.
Juntar as rosas da vida
Na rama verde e florida,
Na verde rama do amor!

domingo, 21 de agosto de 2011

1ª Felit em São Bernardo

A 1ª feira literária de São Bernardo do Campo, SP, aconteceu de 2 a 14 de agosto de 2011, no Pavilhão Vera Cruz. A Secretaria Municipal de São Bernardo contou com o apoio da FNLIJ para organizar o evento.
Fui à Felit para prestigiar meu amigo Marciano Vasques que lançou o livro ALGAZARRA DAS LETRAS pela Best Book e também para conversar com meus leitores e visitar algumas editoras.
Um abraço a todos,
Regina Sormani


Stand AEILIJ

Regina Sormani, o escritor Marciano Vasques e o jornalista João Luiz Marques

A escritora Regina Sormani no stand Paulinas

Livro de Marciano Vasques, lançamento da Best Book.

DOMINGO PEDE PALAVRA

SEBOS, CANÇÕES E UM ESPANTALHO POR AÍ


Vou parar de pensar em você
Pra prestar atenção na estrada
Roberto&Erasmo

Quando tudo começou? Quando o desmanche da emoção deu seus primeiros passos sem que prestássemos atenção?

domingo, 14 de agosto de 2011

FELIZ DIA DOS PAIS

Caros amigos!

Este texto foi enviado pela minha querida amiga, a escritora Angela Leite de Souza.
Um beijo,
Regina Sormani

Definição de filhos
(José Saramago)

"Filho é um ser que nos emprestaram para um curso intensivo de como amar alguém além de nós mesmos,
de como mudar nossos piores defeitos para darmos os melhores exemplos
e de aprendermos a ter coragem.
Isto mesmo !
Ser pai ou mãe é o maior ato de coragem que alguém pode ter,
porque é se expor a todo tipo de dor,
principalmente da incerteza de estar agindo corretamente
e do medo de perder algo tão amado.
Perder? Como?
Não é nosso, recordam-se?
Foi apenas um
empréstimo".

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Convite


Memórias do fusca Zé - O ovni

Conforme relatei no artigo anterior, onde falei sobre "A Charanga", o Zé era o fusquinha branco da família Ayub, de Agudos, interior do estado. A bordo do Zé, percorríamos ruas e estradas e nem sempre as viagens eram tranquilas. Certa noite, passava da meia noite e nós vínhamos de Bauru pela Rondon já nos limites de Agudos. Na frente, Neide ao volante e ao seu lado, a irmã, Filó. Atrás, eu e a Maria de Lurdes, carinhosamente chamada pelos colegas de Lurdão. Na verdade estávamos meio chateadas, pois tínhamos ido torcer pelo time de basquete de Agudos. Lurdão estava machucada e, sem poder jogar, ficou sentada na arquibancada durante o jogo, vendo nosso time perder.
Dentro do fusca, o clima era de total desânimo. A Neide ligou o rádio, Lurdão fechou os olhos e cochilou, embalada pela melodia. O ceu da meia noite não tinha nuvens, nem lua, e as estrelas pareciam estar muito, muito distantes. Eu estava com o rosto grudado na janela do carro, observando o ceu quando vi algo diferente lá no meio da escuridão Prestei atenção naquilo e notei que se tratava de um objeto. uma coisa giratória, um disco rodando, que brilhava. À princípio aquilo estava lá longe e num minuto já estava perto. O que seria?
Chamei as meninas:
- Gente, o que é aquilo girando no ceu?
Lurdão abriu os olhos resmungando:
- Não tô vendo nada...
Ela estava na outra janela, atrás da motorista e não conseguia ver aquilo que eu via. Mas, as irmãs, Neide e Filó que estavam nos bancos da frente, viram e começaram a rezar.
Tudo aconteceu com muita rapidez. Quando percebemos, a coisa luminosa pairou, estacionou no ar sobre o fusca Zé, mantendo uma boa distância, mas, imediatamente o carro travou e o rádio desligou. Acho que durou só um segundo, mas, pareceu uma eternidade.
E nós quatro ali, geladas, segurando a respiração.
Lurdão falou:
- Nossa, será que eu bebi e não lembro?
E num piscar de olhos, o disco, o ovni, avião redondo, sei lá, resolveu nos deixar em paz e, da mesma forma que apareceu, se foi, girando e brilhando, para cima, sumindo na imensidão do ceu.
Assim que o fusca Zé voltou à vida, o rádio recomeçou a tocar, a Neide pisou fundo e em dez minutos chegamos em Agudos. Ufa!!
Nada combinamos, mas nenhuma de nós comentou o fato. Com certeza ninguém iria acreditar.
Dias depois, soubemos por uma colega da jogadora Lurdão que o time estava treinando à tarde na escola e as jogadoras foram atiradas ao chão durante a passagem de alguma coisa que sobrevoou a quadra de esportes. Ninguém se feriu. Foi só um susto.
Agudos volta e meia aparece nos noticiários a respeito de ovnis. Não digo que sim, nem que não. Mas, eu estava lá, naquela noite, a bordo do fusca Zé com minhas amigas Neide, Filó e Lurdão.





domingo, 7 de agosto de 2011

Memórias do fusca Zé - A charanga

Eu voltava da minha chácara, neste domingo, pela rodovia Castello Branco em direção à capital, quando no meio do trânsito infernal da volta pra casa, um fusca branco passou por nós.
Na mesma hora, lembrei-me do fusca Zé, de cujo número da chapá: 0033 jamais me esqueci.
Quando saí da minha cidade natal, Agudos,lá no interior do estado, vim para Sampa em companhia de três amigas, as irmãs Neide, Neusa e Filó Ayub. Elas trouxeram o Zé, um simpático fusquinha que nos transportava pra todo lado, o que era muito prático, diga-se de passagem
Uma vez ao mês, costumávamos ir à terrinha, visitar nossas famílias e certa tarde saímos de São Paulo, a bordo do fusca. Íamos pela Castello Branco, com a Neusa no volante, as quatro tagarelando e rindo, quando perto do Ceasa fomos abalroadas por uma charanga caindo aos pedaços. O condutor, embriagado, havia tentado nos ultrapassar e, não conseguindo nos fechou. Fomos parar no acostamento, felizmente sem nenhum ferimento, apenas atordoadas e amedrontadas. E lá veio ele, o autor da façanha, em nossa direção, cambaleando. Ele deixara a charanga no meio da rodovia atrapalhando o trânsito e veio pra cima de nós, em meio ao buzinaço. Saímos do fusca e ficamos ali, paradas pra ver o que ia acontecer.
- Moça! Oopa! Nossa estou vendo quatro! Com quem eu tô falando?
Neusa, a mais velha, se adiantou e respondeu:
- Pode falar comigo! O senhor sabia que fez uma manobra errada e tirou a gente da estrada?
O senhor é um irresponsável! Podia ter causado um acidente. Vai ver que nem tem carteira de habilitação.
- Ora, mas como foi que você adivinhou? Eu tava indo tirar a carteira, mas, fui atropelado...
- Meu senhor, nada aconteceu com o seu....veículo, nem com o meu foi só um arranhão na pintura, então, vamos encerrar esta conversa.
- Nã, nã, não, nada disso. Olha, a lataria do meu carro foi tandificada, dan...sei lá, estragou do lado da porta.
A Neusa, percebendo a confusão do homem e sentindo de perto o bafo de pinga, resolveu fazer uma proposta:
- Então tá bom, meu senhor. Vamos fazer o seguinte: o senhor paga o meu prejuízo e eu pago o seu. Combinado? O senhor não tem habilitação, se chamar a polícia vai se dar mal.
- Polícia, nem pensar... vamos fazer qualquer coisa.
- Quanto o senhor quer pelo prejuízo?
- Hammmm....hã....uns 20 mangos. Já dá pra tomar umas quatro cervejas.
- É, eu também -falou a Neusa- estava pensando em 20 reais.
- Que conheci- conhedicência! Você também vai tomar umas cervejas? Então tá feito! Eu te dou a grana e você me devolve...fica tudo certo.
Depois de tudo acordado, tudo ficou na mesma.
O homem voltou à estrada, subiu na charanga e foi embora. Seguimos viagem, aliviadas e ao chegarmos ao nosso destino contamos e recontamos a aventura aos amigos e parentes.

DOMINGO PEDE PALAVRA

FANTASMAS DA VIDA INTEIRA
 
Os fantasmas atemorizaram o meu castelo de ilusões. Difícil precisar quando eles chegaram. Também é incerta a data do início da edificação do castelo. Mas eles se instalaram e não quiseram mais arredar pé. Decidiram por conta própria que não mais cairiam na estrada.

domingo, 31 de julho de 2011

NESSA NOVA FORMA DE SER E DE ESTAR



NESSA NOVA FORMA DE SER E DE ESTAR



Quando solicito a amizade de alguém no facebook, por exemplo, eu, no meu caso, tenho como interesse as ligações artísticas, ou seja, o universo das letras e das artes. Então, para mim, é naturalmente claro que aqui o conceito de conhecer, quer dizer, de conhecer alguém pessoalmente, é relativo, isto é, mudou substancialmente.
Ao convidar alguém tenho em conta a alma da pessoa, isso quer dizer: os fragmentos, os indícios, que o perfil da pessoa me transmite e que me dizem que ela seria um bom amigo para o enriquecimento cultural e para a troca das ideias e das informações necessárias e realmente essenciais. No meu caso, quero encontrar artistas, e poderá ver que sou um divulgador dos artistas (Veja CASA AZUL DA ARTE), pois também sou um, embora das letras. Resumidamente, quero ter amigos que se movimentam no universo das artes, da música, da poesia, da literatura, e que apreciem literatura infantil.

sábado, 30 de julho de 2011

Técnicas de Ilustração nº16 - Calixto criando o brasão de Santos


Olá amigos,
Esta arte que posto agora, foi criada para a abertura da matéria e capa do Almanaque de Santos nº2. Benedito Calixto não era um especialista em heráldica e teve um pouco de dor de cabeça para criar o brasão. A ilustração apresenta o Calixto queimando as pestanas e amassando papéis para concluir o trabalho. A arte foi trabalhada sobre papel Fabriano com lápis Wolf(carvão). Posteriormente, após fixar com goma laca à moda antiga(soprando com pulverizador), trabalhei as cores com aquarela.
Abraço,
Gilberto Marchi